segunda-feira, dezembro 03, 2007

"Por mim não, borboleta, você pode avoar".

"O fato é que é preciso lembrar sempre que Teatro não pode dar o mesmo tipo de lucro que outras atividades artísticas. O lucro do teatro - incalculável, diga-se de passagem - se reflete na dinâmica da construção de cidadãos e no fortalecimento de nossa identidade enquanto povo. Um povo que se crê fraco não tem força para sonhar e realizar alto, fica só na falácia, na hipocrisia, corrompe-se com facilidade, morre em vida. Para evitar tudo isso, qualquer investimento para se apoiar o Teatro vale a pena, desde que se saiba o que realmente se quer de um povo. Já não chega dessa agonia? Se nosso empenho diário enquanto artistas nunca terá fim, isso não impede que tentemos achar modos de reconquistar público, políticos e empresários, cutucar esse povo mortificado e iludido com tanta aparência vazia, sair da dor que não nos pertence e fazer festa. Enfim, reaprender a avoar."

Apoiado, Lipe! Adorei e copio aqui... (tirado de http://www.liperama.blogspot.com/)

2 comentários:

Anne M. Moor disse...

Reaprender a avoar é uma necessidade cada vez mais preemente!!!
Obrigada pela tua visita no meu blog Isabel!! Saudades tbm...
Beijão
Anne

Felipe disse...

Lindo Isa, obrigado.
Não tinha me dado conta de que também tem borboletas nos teus caminhos.
Beijo grande

LinkWithin

Blog Widget by LinkWithin

Clube da Mafalda

Clube da Mafalda