quarta-feira, dezembro 03, 2008

transformações e introspecções



"Transformei-me independente de minha consciência e quando abri os olhos o veneno circulava irremediavelmente no meu sangue, já antigo no seu poder."
Clarice Lispector, em A Bela e a Fera.

acordei com Clarice na cabeça...
(nada como um dia após o outro: ontem era Abba! já posto sobre isto)
este trecho de A Bela e a Fera eu li quando tinha uns 17 anos, ou 16 talvez.
gostava de ler coisas bem densas, já sei disto.
e desde entao ela faz parte de mim.
este misto de introspecção com um vulcão interno, uma certa melancolia e uma extrema intensidade na percepção do mundo (mesmo que às vezes não tão consciente) são o que me encantam de Clarice.
achei que combinava com o brilho e a fatalidade do mar (que sempre é, e simplesmente é, mesmo que sempre diferente) da foto.

Um comentário:

eleonora disse...

oi, lindo blog! virarei leitora...

LinkWithin

Blog Widget by LinkWithin

Clube da Mafalda

Clube da Mafalda