segunda-feira, outubro 29, 2007

vitor ramil, em concerto

(mais um post atrasado...)
dia 23/10, fomos, eu e paulo, ao show do vitor ramil com o marcos suzano no teatro guarany, em satolep.
legitimamente, a cidade imaginária tinha tomado conta desta.
muita gente que eu nao encontrava há muito tempo, fãs de carteirinha do vitor, que, talvez como eu, já saiam pouco de casa para as noites da cidade.
(sim, certamente eu saio menos, porque, com os guris, cada vez que vamos a um restaurante é quase uma epopeia!)
mas sobre o show.
satolep sambatown, se chamou, reunindo as cidades imaginadas por vitor ramil e marcos suzano.
um cenario lindo, uma iluminação primorosa, o som ótimo e que não deu problemas, um clima cálido e acolhedor no teatro.
vitor, sentado com seu microfone e violão; marcos suzano e sua multipla percussão.
começamos.
as canções de vitor, com sua atmosfera um pouco melancólica, ficaram belíssimas e com um tom novo com a percussão de marcos suzano.
me parece que vitor retoma um fio que havia começado com "a paixão de V", seu primeiro disco, amadurecido explorando vertentes ao longo da carreira, encontrado uma essencia primordial em "ramilonga" e que hoje essa essencia se mostra mesclada, depurada, permeada de novos caminhos mas fiel à sua motivacão primeira.
me parece importante isto, porque sinaliza o que se poderia dizer do estilo de um artista.
e me parece que este trabalho apresenta um vitor fiel ao seu estilo, mesmo fazendo samba!
digo assim porque o samba do vitor apresenta uma profundidade em suas letras, uma certa melancolia recorrente e um elemento introspectivo mesmo quando ele (quase) dança no show!
legal ver o vitor quase dançar no show.
me pareceu que ele estava leve, seguro, faceiro, encontrado e feliz.
cantou 12 segundos de oscuridad, composição dele em parceria com jorge drexler, que eu adoro.
e a percussão de marcos suzano, de uma classe e categoria à toda prova, deu um toque maravilhoso ao show, envolvendo o publico ao lado do violão do vitor, que soava às vezes folk e quase roqueiro.
e ainda ao final, de bis, ele cantou joquim e estrela, estrela!!!!!!!!!!!!!
agora estou ouvindo o cd, que tambem esta otimo.
daqueles que da para ouvir direto, descobrindo coisas novas a cada escuta.
um luxo.

2 comentários:

raquelzinha disse...

ai. ele cantou joquim. que saudade de casa.
como vcs estão? os guris..
beijo

Ana disse...

Não pude ir... fiquei tão triste!

Bom ler teu post!

LinkWithin

Blog Widget by LinkWithin

Clube da Mafalda

Clube da Mafalda