terça-feira, março 27, 2007

maternagem

a thelma pergunta, no comment para o post "gabriel e seus dentes", como faço para ficar de pé durante o dia se amamento o gabriel três vezes de madrugada.
o caso não é assim tão simples.
os guris aqui em casa, pedro e gabriel, dormem somente às onze da noite. e acordam às sete e meia da manhã.
por mais que eu leia, que os médicos e psicólogos digam que as crianças deveriam ir para a cama às nove da noite, os meus não vieram com este dispositivo de controle. tento, faço todos os rituais, leio historia, ameaço e so consigo mesmo que eles durmam neste horario ou perto disto.
continuando, gabriel acorda três vezes de noite, pelo menos.
e não para de berrar ate que eu o amamente.
sem chance de parar o choro se eu mandar o pai para atendê-lo.
(o pai da criança, bem entendido...)
o pedro, acorda pelo menos uma vez de noite.
porque tem fome, saudade, medo de alguma coisa, ou simplesmente porque perdeu o sono.
noite dessas, eles se superaram: acordaram TRÊS vezes cada um! alternadamente, é claro, para testar a resistência materna.
nem preciso dizer que no outro dia preciso estar lúcida, pensante e com uma cara mais ou menos apresentavel (com a ajuda de um bom corretivo para olheiras) para dar aula, atender alunos ou os problemas da escola de música.
mas que para mim a pergunta crucial da espécie humana continua sendo, não se existe vida apos a morte, mas se existe vida após a maternidade; isto continua!
é claro que neste ponto sempre me lembro da Maitena e a aguda lucidez de pensamento de suas Mafaldas crescidas, ou das reflexões sobre as sociedades matriciais como gênese escondida do modo de viver de hoje.
e lá fui eu novamente para as reflexões sobre o ofício da maternagem...
tem posts anteriores em que falo sobre o mesmo tema, a quem interessar possa. (sobre Maitena, cartunista argentina: http://clubcultura.com/clubhumor/maitena/home.htm)

2 comentários:

Thelma disse...

Impressionante, Isa! Como dizem os espanhóis, ser madre es la hóstia. Que difícil! E que terno, ao mesmo tempo. Ânimo, menina! Eles crescerao! Boa maternagem! Bjs

Viki disse...

Isa,
Yo no dudo de lo duro que tiene que ser madre e intentar compaginarlo con algo de tiempo para tí, pero simplemente con una sonrisa de ellos se olvida el agotamiento. Mucho ánimo!

LinkWithin

Blog Widget by LinkWithin

Clube da Mafalda

Clube da Mafalda